terça-feira, 13 de setembro de 2016

Eu só quero puxar meus ferros


Sou um cara que treina há muitos anos. Passei por várias academias em mais de 20 anos de treino. Percebo, hoje, uma incrível dificuldade de adentrar uma academia e fazer a matrícula. O tormento começa logo na recepção. É plano bimestral, trimestral, semestral, anual, plano seco, plano molhado, com uma modalidade de luta, com direto a aula fitness ... 

Não vejo mais aquelas academias em que era você que optava voltar e pagar a mensalidade no próximo mês. Hoje em dia, eles te colocam uma corrente no pescoço com esses tais "planos". O meu plano é puxar meus ferros e não ter vínculo com algo (ambiente) que ainda não conheço. O primeiro mês deveria ser simples, sem essas opções de planos. Se você gostar, então sim, faz a opção que lhe convir.  Estão confundindo a palavra fidelizar com imposições logo no começo da parceria. "Mas fazendo esses planos fica mais barato". Que fique mais caro, então .. mas me dê essa opção!

Outra coisa é a taxa de matrícula que algumas academias cobram. Cobrar pra colocar o dedo no leitor de biometria? Ou então uma carteirinha escrita a mão? Ridículo! Onde está a famosa "matrículas grátis" que chama o cliente?

Aí você, sem escolha, faz a matrícula, porque estão todas as academias nesse esquema furado. Começa outro inferno, pelo menos pra mim, que faço acepção rígida das músicas que ouço. Pagode, sertanejo e funk fazem parte do repertório da bizarra academia. Minha solução, como a de muitos de vocês, é levar o mp3, claro. Se a frustração parasse por aí ...

Então, um dia, seu celular descarrega no meio do treino. Que lástima! Além de ouvir aquele lixo de música de corno, você ainda é obrigado a ouvir os petardos desprovidos de razão dos professores que parecem ter faltado na aula de Cinesiologia. "Faz o tríceps supinado pra mudar a cabeça do tríceps" ... Virar a mãozinha na hora da extensão de tríceps não altera a cabeça do músculo ... a função do tríceps é flexionar o cotovelo. Ele não quer nem saber como está sua mão, querido. E a besteira do treino de costas? "Quanto mais aberto você pegar na barra do pulley ... " ... quanto mais aberto, menor a trajetória, filho. Não viaja ...  A melhor foi ouvir que a posição correta na máquina é a posição mais confortável pra você. Óbvio, né? Mas, com certeza, foi um pedido indireto do aluno, de ajuda, pra poder ajustar as partes móveis do aparelho.

E quando a academia tem parceria com algum representante da Herbalife e o infeliz aluga o espaço dentro da academia pra mostrar seus shakes? Potaquelamer! O gordinho, que era mais gordo ainda, fica mostrando a foto dele pra todos os alunos, dizendo que usou o shake, que patati, patatá ... mas ele é apenas um amontoado de pele flácida que emagreceu com shakes sem sentido. E pior! Esse escroto fica pentelhando todo mundo na academia, no meio do treino. Isso é chato pacarai! 

Hoje, matricular-se em um academia tornou-se algo muito chato pra mim. Sou old school, do tempo que a gente treinava de verdade, com música de verdade e com professores de verdade. O martírio que é ter que tolerar algumas coisas porque esse é o padrão das academias hoje é algo realmente frustrante. 

Espero que vocês estejam em situação melhor por aí ...

Grande abraço e STAY STRONG!

Betão
 

Um comentário:

  1. As músicas ou são de corno ou de boate LGBT, eu moro nos EUA, a academia q vou não tem suporte de agachamento livre, e é cheia de máquinas que se mexem junto com o movimento, teoricamente ajusta a postura e não te deixa roubar entretanto a meu ver é mais um brinquedo que você pode escolher a carga, lamentável, já vi pessoas (uma dupla de mulheres) se perguntando "e agora?" "ah vamos nesse daqui" como se fosse um parquinho de diversão para crianças

    ResponderExcluir