quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Treinar na parte da manhã ou da noite?


Muitas pessoas me perguntam se há algum horário em que você pode otimizar ao máximo seu treinamento. Até já escrevi um post sobre isso. Mas como ainda estou recebendo dúvidas sobre esse assunto, resolvi dissertar um pouco mais sobre isso.

Muitas vezes não temos como escolher o horário de treino, por causa dos estudos, trabalho, etc. A dica é fazer sempre o máximo com o que você tem em mãos. Se só pode treinar as 5 da manhã e está disposto à isso, ótimo, arrebenta na gym. É isso que você tem disponível. 

Só pode treinar as 22h ... excelente ! Treine como nunca treinou! Aproveite seu tempo na gym. De novo : faça o melhor com o que você tem disponível.
Mas, apesar disso, vamos flertar um pouco com o ritmo circadiano e os exercícios. E o que é isso?

O ritmo circadiano é compreendido pelos períodos em que estamos acordados e pelo que dormimos. Este ciclo é responsável por regular a temperatura, a pressão sanguínea, o metabolismo, o estado de alerta, entre outras funções.

Em geral, esses ritmos são adaptados ás 24 horas e têm relação com determinados sinais, como por exemplo, durante os exercícios. Embora os nossos ritmos circadianos serem únicos, eles podem ser mudados com o tempo, basta fazer o corpo se acostumar com eles. Por essa razão, as pessoas que alternam seu horário de treino entre manhã em um dia e noite no outro tendem a ter um desempenho inferior. Isso ocorre porque o corpo se prepara para o exercício, de modo que se mudarmos isso com frequência, estamos "mudando o jogo" toda hora.

Não importa quantos artigos científicos saiam dizendo que o melhor horário pra treinar é as 4 da manhã, sempre haverá o fator "costume". Os horários são apenas desculpas para não se exercitar, na maioria das vezes. Simples assim. 

Quem quer, faz acontecer. Já treinei apenas 15 minutos diários, entre o estágio e a faculdade. Saía do estágio na Estação da Luz, e São Paulo e encontrei uma academia no meio do caminho, antes de chegar na FATEC-SP, na estação Tiradentes do Metrô. Entre andar, treinar e tomar banho para as aulas de Tecnologia Mecânica, eu tinha exatos 15 minutos disponíveis de treino. Fazia circuitos, bi-sets, tri-sets, etc. Como eu disse, eu queria, e muito, fazer acontecer. E fiz.

Mas voltando ...

Se suas atividades diárias fazem com que você tenha que se exercitar muito cedo, faça isso. Mas que seja constante e sempre no mesmo horário (ou próximo dele).

Se nos concentrarmos exclusivamente nos fatores fisiológicos que determinam o melhor tempo para treinar, precisamos, então, saber quais resultados se procura.

Nos esportes que geram força, massa muscular e o resto das variáveis que dependam diretamente desses fatores, seria interessante saber os fluxos diários do atleta, assim como o pico de produção de testosterona, hormônio do crescimento, cortisol, etc

Esses ritmos circadianos não são dependentes de alimentos ou do estilo de vda. Por exemplo, durante o sono, nosso corpo está em um estado anabólico, porque é a hora do dia quando ele vai se recuperar do esforço diário, de modo que, nessas horas, hormônios como  testosterona ou GH alcançam seu pico.

A partir de 8:30-09:00h da manhã, se você possui uma rotina comum como a maioria de nós, este processo começa a se inverter, para aumentar significativamente os níveis de cortisol.

De acordo com os estudos, os níveis de testosterona retornam no meio da tarde para subir novamente sua produção.

Se o objetivo é perder peso, está provado que o treino aeróbio em jejum pode provocar um efeito térmico residual ou consumo calórico após o exercício (EPOC - Excess Post exercise Oxygen Consumption) de até 3% maior que se feito depois do treino.

Por isso é importante consultar um profissional qualificado que possa avaliar sua rotina através de anamnese e lhe indicar um treino personalizado.

Informações sobre a assessoria online, escreva um e-mail para mrfreaky2011@hotmail.com

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário