quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Que distância devo estar do aparelho quando executo extensões de tríceps?


Quando estamos no ginásio pretendemos causar estimulação máxima para os músculos, estimulando o crescimento. Um treino "morno" é um treino jogado fora.

Posso citar 4 fatores de estimulação máxima para o desenvolvimento dos músculos :

  • Intensidade
  • Volume
  • Recuperação
  • Forma correta de execução


Vou flertar com a execução correta hoje, que é ditada por uma série de princípios biomecânicos. Primeiramente, deve haver um alinhamento adequado entre as alavancas (ossos) envolvidos, o músculo alvo e a direção da resistência.

Além disso, deve haver uma "curva de resistência" segura e produtiva. O que é isso? Enquanto o músculo alvo está se movendo, o tríceps, a alavanca (antebraço) e as variações de resistência durante a amplitude de movimento devem ser consistentes com a capacidade do músculo.

As regras da física ditam que, quando uma alavanca está em posição paralela com a resistência, está neutra.

Quando uma alavanca está posição perpendicular com a resistência, está ativa ao máximo.

Quando a alavanca está no meio, está ativa, entre zero e 100%.

Quando você faz extensões de tríceps no cabo, o cabo indica a direção da resistência.

O antebraço, funcionando como uma alavanca do tríceps, faz com que o tríceps encontre 100% da resistência quando está em posição perpendicular com o cabo e 0% de resistência quando está em posição paralela com o cabo.

"Ok, Betão, mas o que você quer dizer com isso?"

Se você ficar muito perto da polia, você vai encontrar mais resistência no início do movimento (quando o braço é "dobrado" no máximo) e encontrar a resistência mínima no final (com o braço reto) porque o antebraço está quase paralelo com o cabo.


No entanto, se você ficar mais longe da polia, você ai encontrar menos resistência no início e no final mais resistência.

"Caraca, Betão, então qual é o melhor?"

Eu, particularmente, acho que é melhor ter mais resistência quando o músculo se contrai, pois permite um melhor alinhamento entre os antebraços, a direção da resistência (cabo) e o tríceps.

Outra coisa a destacar aqui (e já escrevi sobre isso em outro post) é que usar as palmas da mão pra cima afetam os tríceps de maneira diferente. Isso não existe. A articulação do cotovelo se dobra da mesma forma, quer seja usando a pegada pronada ou supinada.

O tríceps não tem idéia do que a mão faz e não se importa. O tríceps quer apenas fazer  seu trabalho, que é estender o cotovelo. Os tríceps não estão conectados com as mãos, de modo que é indiferente se você usar uma corda, uma barra reta ou uma barra em "V".

O que importa para o tríceps é a "curva de resistência", onde ele sentirá mais ou menos resistência durante a amplitude do movimento e a posição do ombro porque afeta o estiramento do tríceps.

Para os melhores resultados em treinos de tríceps, use exercícios que proporcionam uma curva de resistência produtiva. É melhor usar exercícios que proporcionam mais resistência quando o músculo é estirado e menos quando encurtado.

Alguns exemplos que você pode usar no seu treino de tríceps são :

  • Extensão de tríceps no cross com corda
  • Francês 
  • Testa


Stay strong !

Betão 


Um comentário:

  1. Caraca, Betão, estava com essa dúvida hoje! Sensacional o post! Valeu!

    ResponderExcluir