sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Uma conversa sincera entre você e você no futuro

Imagine esse fato surreal : você se olha no espelho e se vê daqui 50 anos. O que o seu "eu" velho diria ao seu "eu" mais novo ? Vamos viver essa situação hipotética e rever alguns conceitos.

EU NOVO : (Observando)

EU MAIS VELHO : Então você está aí ... veio ver o que fez comigo ?

EU NOVO : Como assim ?

EU MAIS VELHO : Olhe pra mim, acha que estou feliz ? O que você fez comigo? Triste, doente, flácido ...

EU NOVO : Ué, não estou entendendo. Faço exercícios diários, alimentação regrada, durmo cedo. Não vou parar nunca ! Sou marombeiro!

EU MAIS VELHO : Ah, não ? E essa sua idéia de parar de treinar porque sua namoradinha te deu um fora? Como se chamava mesmo a piranha ? 

EU NOVO : Er .... mas eu só pensei nisso. Não quer dizer que vou fazer. Mesmo estando muito triste não vou parar. Sou maromba hardcore!

EU MAIS VELHO : É claro que vai, você é um fracote. Semana que vem vai entrar nessa de depressão, mimimi, coisa de boiola. Ao invés de cuidar da gente, vai enfiar a cara num copo de cachaça, com alguns "amigos" e bye-bye academia. Pode escrever isso. Eu sei que vai. A mulher fez você sair da academia e está saindo com outro. Você é um babaca!

EU NOVO : Pode até ser ... mas estou pra trocar de emprego e isso vai me dar um up. Volto a treinar com tudo. Salário novo, vida nova ... esqueço a namorada rapidinho.

EU MAIS VELHO : Sim, eu sei ... até você perder o emprego, 3 meses depois. Aí vai voltar com esse papinho de tristeza de novo, blá, blá, blá e adeus academia mais uma vez. Sempre que você tem um obstáculo, a primeira coisa que faz é esquecer de cuidar de você mesmo.

EU NOVO : Nada disso. Vou entrar pra Faculdade, arrumar outro emprego.

EU MAIS VELHO : Claro que vai ... aí vai dizer que não tem tempo de treinar, que precisa estudar, trabalhar, etc. Mas sempre vai sobrar um tempinho. Só que você vai usar de outra forma. Aí vem namorada nova, casamento, filhos e você não vai mais na academia. Vai ficar com dores nas articulações, estressado, cansado, barrigão e viver reclamando que não tem tempo pra nada. Vai por mim, já vi esse filme. Quando você se der conta vai estar conversando com você mesmo, no espelho, mais velho e perceber que deixou sua saúde de lado, assim como sua paixão pela musculação.

EU NOVO : Não acredito que fiz isso ...

EU MAIS VELHO : Nem eu ... mas você fez. Porque você é fraco, influenciável, deixa a vida fazer as escolhas por você. Quando começou a puxar um ferro, percebeu que era sua paixão ... mas deixou as circunstâncias da vida te levar pra longe da musculação. Sempre tinha uma desculpa : que não havia tempo suficiente, dinheiro suficiente ... E agora estou aqui, frustrado por não ter sido o que gostaria de ser, por não ter vivido como gostaria. Um velho moldado em frustrações e não pelo ferro ...

EU NOVO : ...

Pois é ... enfrentamos essa situação várias vezes na vida. Sempre que há uma bifurcação, arrumamos uma desculpa pra pegar o caminho mais fácil.

Mude a conversa com o seu "eu" mais velho. Deixe que ele sinta orgulho de vocês. Faça o que tem que ser feito. Na musculação .... e na vida.

Não desista. Enfrente. Encare. Viva ...

Stay strong !

Betão




Nenhum comentário:

Postar um comentário