segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Remada baixa : como fazer

O braço de momento da resistência é o maior no final da fase concêntrica do exercício.

Na posição inicial, não existe torque da resistência, porque não há braço de momento para a mesma.

As forças translatórias são de compressão, na maior parte do movimento, e descompressão, nos ângulos finais da extensão.

O movimento de extensão do ombro só deve acontecer até o cotovelo encostar no tronco (fig. 7.10 b). A extensão, além deste ponto, deixa de acontecer, com a participação do grande dorsal.

A coluna lombar deve permanecer na posição anatômica durante todo o movimento. O joelho muito estendido pode dificultar a manutenção da postura da coluna lombar, por causa de insuficiência passiva dos isquiotibiais. Uma ligeira flexão do joelho soluciona este problema.

A coluna torácica pode flexionar alguns poucos graus, para poder exigir uma contração isotônica concêntrica dos extensores desta região da coluna, no começo do movimento.

Este exercício exige bastante estabilidade da coluna, portanto, não deve ser aplicado ao iniciante.

Uma variante deste exercício é a abdução horizontal com concomitante rotação lateral do ombro. Esta variação aumenta a atividade do deltóide posterior e dos rotadores laterais do ombro. Como o braço de momento aumenta no final da fase concêntrica, há também uma maior exigência dos extensores da coluna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário