sexta-feira, 14 de março de 2014

MÉTODO P.H.A.



Peripheral Heart Action (P.H.A.) é um método que tem como objetivo promover a hiperemia (aumento da quantidade de sangue circulante num determinado local, ocasionado pelo aumento do número de vasos sanguíneos funcionais) por todo o corpo. Para isto, são feitas quatro seqüências de exercícios, trabalhando todos os grupamentos musculares do corpo.


As seqüências são compostas por 4 a 5 exercícios trabalhando grupos musculares diferentes. Executa-se a primeira seqüência sem intervalos de recuperação entre os exercícios e repete-se esta seqüência três ou quatro vezes. Em seguida, executa-se as seqüências seguintes da mesma maneira.


Por serem as seqüências, entre si, montadas de forma alternada por seguimentos, só devemos dar intervalos de recuperação entre as passagens da mesma seqüência, ou até mesmo, entre as seqüências, se for necessário.

Sem os intervalos o sistema cardio-vascular estará sendo mais exigido, enquanto a musculatura tem tempo suficiente para sua recuperação. 

Exemplo de uma montagem do P.H.A. :


O método do P.H.A. promove um elevado grau de condicionamento geral, desenvolve, simultaneamente, as seguintes qualidades físicas: Força, resistência muscular localizada, resistência aeróbica e anaeróbica. Por acarretar uma elevação prolongada do metabolismo basal, o desgaste calórico é maior que o apresentado por outros métodos de treinamento, onde a execução dos movimentos não são seqüenciados. Métodos como o super-set, tri-set, série gigante, P.H.A. e circuito possuem esta característica e, por este motivo, tem demonstrado melhores resultados no que se refere a diminuição do peso de gordura.


BIBLIOGRAFIA

Weider, J., With Reynolds, B. - The weider system body building. Rafael Santonsa, Madrid, 1986

Grymkowski, P. ; Connors, E., Kimber, T., and Reynolds, B. - The gold's Gym trainning encyclopedia. Comtemporary Books, Inc. Chicago , 1984

Nenhum comentário:

Postar um comentário