quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Renasça !




Chego na academia e encontro pessoas que estão transpirando, levantando pesos e vou pra esteira andar. Andar ... andar como se estivesse no shopping, olhando vitrines ... andar ... andar como se não tivesse aonde chegar ....

Meus batimentos cardíacos quase não se alteram ... exceto quando me lembro que paguei pra estar aqui ...

Uma senhora ao meu lado parece estar aqui há mais tempo, o suor em seu rosto demonstra isso .... Olho pro meu rosto refletido no vidro do relógio ... não vejo o mesmo entusiasmo ... nem o suor .... muito menos a determinação .... nem sequer metade daquilo que vi em uma mulher idosa que insistia em aumentar a velocidade da esteira ....

Fico envergonhado e vou pra sala de musculação .... Mas lá o enredo é ainda mais cruel ...

Suor, olhos cerrados, mãos com calos, gemidos ... não havia percebido como as pessoas parecem estar se auto-flagelando .... a expressão em seus rostos não permite que eu pense em algo diferente ... posso jurar que vi alguém derramar lágrimas, mas fico indeciso e prefiro pensar que era apenas suor ... apenas suor ... 


Queria encontrar um sentido pra isso tudo .... um porquê ... uma razão ... Não é possível que as pessoas estejam felizes ... não é ... não pode ... não quero ....

Mas será ?

Qual será o sentimento ? O que uma repetição a mais pode produzir ? Qual o sentimento de aumentar a carga em 10-20 kg ? 

O que essas pessoas sentem ao perceber que o "eu" antigo não mora mais ali ? Que um "eu" novo ressurgiu ?

Será que eu também posso sentir isso ? Será que eu posso "renascer" mais forte ? Mais confiante ? A musculação tem esse "poder" ?

Mas é tudo tão difícil ... as cargas, os exercícios, os movimentos ... esse não é o meu mundo ... 

Mas será que pode vir a ser ?

O que falta ? Como chegar a esse mundo ? O que fazer ? Qual o primeiro passo ?

Talvez o primeiro passo seja "querer" ... 

E hoje ... Depois de ver essas pessoas ...Eu quero ...

E quero muito ....

Com licença ...

Agora é minha vez ...




Betão




Um comentário:

  1. Excelente texto, Betão!

    Este sentimento nos abate em vários momentos da vida, não só em nosso querido esporte. A inspiração que sentimos ao observar alguém próximo e a vontade de também ir além.

    Bom dia e bom treino a todos!

    ResponderExcluir