terça-feira, 5 de julho de 2011

STRONGMAN - PASSO A PASSO - ARSENAL PARTE 2

Se você está acompanhando o STRONGMAN PASSO A PASSO, já sabe um pouco sobre as drogas usadas em competições de força. Acha que em uma chamada oral rápida saberia dizer o que é EPO ou quais os sintomas da liberação de adrenalina no corpo humano ? Se a resposta for “Sim, Betão, sei tudo isso, li seu artigo aqui no blog .”, então, ótimo, você é realmente um leitor assíduo da série citada e já está pronto pra adentrar ainda mais no lado obscuro das competições. Vamos lá !



AS DROGAS

Oximetolona
É um esteróide oral muito utilizado no Brasil por aqueles que não gostam de injeções. Cada comprimido contém 50mg de oximetolona, droga anabolizante androgênica muito potente no que diz respeito aos seus efeitos no corpo. O medicamento está indicado no tratamento de anemias causadas pela deficiente produção de glóbulos vermelhos. Dentre seus efeitos colaterais estão o coma hepático e a morte (apesar que eu nunca vi em lugar algum alguém que tenha morrido por ter usado e abusado do medicamento). A dose recomendada em crianças e adultos é de 1 a 5mg/kg do peso corporal por dia.

Ou seja, se o competidor de WSM, Zydrunas Savyckas, ganhador da competição em 2009 fosse utilizar essa droga, ele teria que tomar entre 155mg e 775mg, que traduzindo em miúdos, daria algo em torno de 3 a 15 comprimidos por dia do medicamento, visto que ele pesa aproximadamente 155kg. Geralmente, os comprimidos são distribuídos ao longo do dia, já que sua meia vida é de aproximadamente 8 horas. Os usuários alegam um grande aumento da força e , consequentemente, da massa muscular. Alguns freqüentadores de academia, que combinam a cor do shorts com a cor da meia, dividem o comprimido de oximetolona em até 4 partes, tamanho é o medo que têm de morrer ou ficarem impotentes. Essa prática nem passa na cabeça de um competidor de força que está mais pensando no porquê da não existência de comprimidos com a concentração do princípio ativo maior que na sua saúde propriamente dita.

Na bula do medicamento fabricado no Brasil (Hemogenin), lê-se : “Devido aos seus graves efeitos colaterais, os esteróides anabolizantes não devem ser usados para estimular as condições atléticas” (Poxa, será que ninguém lê a bula?). Infelizmente, é o único esteróide intimamente ligado de forma real ao câncer de fígado. É comercializado pelo mundo afora com diversos nomes (Anapolon, Anadrol, etc). Aqui em Sampa, estamos experimentando, há alguns meses, a falsificação massiva desse esteróide, onde é vendido sem caixa, sem bula, sem lacre. Os comprimidos estão bem irregulares nessa falsa versão “made in fundo de quintal” e os colegas que trazem a droga para os menos avisados alegam que a Syntek (laboratório que produzia o Hemogenin há anos atrás) voltou a fabricar o medicamento na forma under. Um absurdo atrás do outro e os espertos consumindo como se fosse bala de goma ... e talvez seja mesmo. Um ciclo bastante comum no WSM é o que segue abaixo :

SEMANA 01 – 1 comprimido a cada 8 horas
SEMANA 02 – 1 comprimido a cada 8 horas
SEMANA 03 – 1,5 comprimidos a cada 8 horas
SEMANA 04 – 1,5 comprimidos a cada 8 horas
SEMANA 05 – 1 comprimido a cada 8 horas
SEMANA 06 – 1 comprimido a cada 8 horas

Como podemos observar, é um ciclo considerado potente e não deve ser feito por iniciantes, atletas de fim-de-semana, gurus da musculação ou por baladeiros. Esse ciclo pode fazer você passar muito mal, querer desistir de treinar e começar a ler revistas femininas de plástica e estética. Somente o pessoal calejado e profissional arriscam um ciclo desses, por possuírem suporte médico para tal.

Testosterona Suspensão (ou testosterona aquosa)
É um hormônio injetável a base de água e não de óleo, como a maioria das testosteronas. E não possui ésteres em sua composição, ou seja, é um tipo de testosterona considerada “bruta”, uma vez que a composição chega a 100% de testosterona em suspensão. Aumenta consideravelmente o armazenamento de glicogênio nas células musculares e por ser dissolvido em água torna-se efetivo imediatamente (isso não quer dizer que sua ação seja curta, apenas é rápida a absorção da droga por parte do organismo).

Devido à sua base aquosa, a testosterona decantará no fundo do frasco, por isso necessita de agitação para assegurar a dosagem correta (isto vale para todos os esteróides à base de água).
Como sabemos, a testosterona é um dos mais poderosos construtores de massa, e suspensão de testosterona pode ser considerada uma das mais poderosas testosteronas simplesmente pelo fato de não existir éster anexado. Isso significa que você está recebendo 100mg de testosterona em 100mg injetadas e a suspensão é a única forma que pode se vangloriar disso. É crescente o numero de atletas que passaram a utilizar o enantato ou a suspensão, em vez de outras formas.

A maioria dos atletas também só irá utilizar esta forma de testosterona em um ciclo de bulking (crescimento) e geralmente é acompanhada por uma elevada retenção hídrica, grande inchaço , armazenamento adiposo, e ginecomastia. Mas os atletas de WSM também estão atrás de outros efeitos da suspensão : a agressividade. E não pensem que é um efeito negativo, muito pelo contrário. A agressividade que cito, é a vontade de competir, de se superar, de ganhar, de agir de maneira agressiva em uma competição, querendo sempre dar o seu melhor. Não estou falando em sentar a mão em ninguém na competição, mesmo porque seria um confronto de titãs. Imagina o Mariusz querendo bater em outro atleta porque realizou a prova mais rápido que ele. Claro que o “roid rage” também acontece, alterando o humor do usuário, mas este deve estar atento às mudanças comportamentais e ser sábio o suficiente para atribuir esse “desvio” aos esteróides e não deixar que problemas triviais virem um holocausto em sua vida.

Por ter esse efeito de agressividade, a droga é utilizada dias antes de qualquer campeonato de força. Competidores de World´s Strongest Man utilizam até 300mg/dia, que já é considerada uma dose alta e com grande risco de efeitos colaterais pronunciados.



Salbutamol/Clembuterol e seus derivados
São utilizados no tratamento das doenças obstrutivas das vias aéreas, e no tratamento do broncoespasmo agudo, ou seja, é um broncodilatador. Atletas utilizam o medicamento devido à esse efeito de dilatar os brônquios, tornando a respiração muito mais eficiente em uma prova, além de, como comentam alguns usuários, elimina, em parte, a fadiga. Alguns de seus efeitos colaterais incluem : Tremor, nervosismo, instabilidade, excitação, hiperatividade, insônia, irritabilidade, cefaléia, tontura, dilatação da pupila, fraqueza, cãibras, sudorese, vasodilatação periférica, arritmias cardíacas, taquicardia, palpitações, dor no peito, tosse, náusea, vômito e alterações do paladar .... ufa.

O clembuterol é usado principalmente em dietas para se reduzir o percentual de gordura e costuma agir entre 3 e 6 semanas. Uma substância pode ser usada para que o clembuterol fique ativo por mais tempo, chama-se cetotifeno (é um anti-histamínico usado no tratamento da asma não emergencial. Reduz ataques asmáticos diários e melhora a eficiência de outros medicamentos anti-asma).
O ciclo feito pelos competidores de força é o da seguinte maneira: no primeiro dia se usa um comprimido, então aumenta-se a dosagem em 1 comprimido a cada 1 ou 2 dias, até atingir o máximo de 6 comprimidos. Geralmente, os competidores tomam o clembuterol por duas semanas, em seguida param 2 semanas. Fazem essa seqüência duas vezes, durante oito semanas, depois param o uso por pelo menos um mês. Muitos usam o medicamento sem intervalos, utilizando o cetotifeno (citado acima).

Decanoato de Nandrolona
A nandrolona é utilizada como droga base em quase todos os ciclos de força. O principal motivo é a fama que a droga tem que prevenir lesões nos tendões e ligamentos, pois foi um medicamento desenvolvido, originalmente, para o tratamento de artrites e reumatismo. Ciclos eficientes com nandrolona são os que se extendem por 12 semanas. A dose para os STRONGMAN fica entre 300mg e 600mg por semana.

Um ciclo básico
E como juntar o já citado acima para que o competidor do STRONGMAN possa ter chances de ganhar o campeonato ? (ou pelo menos de competir e não ficar mal perante o público). Abaixo, um ciclo curto de 6 semanas, que pode ser feito em qualquer época do ano. Detalhe crucial : nas competições existe o teste de doping e os atletas muitas vezes não utilizam algumas das drogas relacionadas abaixo, como a nandrolona, por exemplo, por ficar no organismo durante um longo período.

PRIMEIRA SEMANA
Hemogenin : 1 comprimido a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 200mg/dia
Clembuterol : inicia-se com 1 comprimido/dia e aumenta-se 1 comprimido a cada 24horas, até chegar em 6.
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 300mg/semana

SEGUNDA SEMANA
Hemogenin : 1 comprimido a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 200mg/dia
Clembuterol : 6 comprimidos/dia
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 300mg/semana

TERCEIRA SEMANA
Hemogenin : 1,5 comprimidos a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 250mg/dia
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 400mg/semana

QUARTA SEMANA
Hemogenin : 1,5 comprimidos a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 250mg/dia
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 400mg/semana

QUINTA SEMANA
Hemogenin : 1 comprimido a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 300mg/dia
Clembuterol : inicia-se com 1 comprimido/dia e aumenta-se 1 comprimido a cada 24horas, até chegar em 6.
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 300mg/semana

SEXTA SEMANA
Hemogenin : 1 comprimido a cada 8 horas
Testosterona Aquosa : 300mg/dia
Clembuterol : 6 comprimido/dia
Ballistic : 1 a 3 comprimidos antes dos treinos (dependendo do peso do atleta)
EPO : 3000UI dia sim/dia não
Metiltestosterona : 1 a 2 comprimidos antes do treino
Nandrolona : 300mg/semana

DIA DA COMPETIÇÃO
Adrenalina : antes de uma prova, onde o atleta já se sente cansado, estressado ou, até mesmo, machucado.



Um atleta muito querido pelo pessoal que acompanha o WSM é o Phil Pfister. Norte-americano, bombeiro, admitiu que os competidores do WSM também fazem usos de drogas ditas recreativas, como a cocaína. Segundo ele, a cocaína é utilizada momentos antes de uma prova e até em alguns treinos mais intensos. É fácil entender que os competidores querem ganhar e serem reconhecidos mundialmente e que o prêmio é alto para aqueles que se sobressaem. Mas a droga citada é viciante e letal e não deve ser utilizada em hipótese alguma. Triste saber que esse também foi o caminho escolhido por alguns bodybuilders que estão treinando com Andreas Munzer atualmente. Phil também comentou em uma entrevista que, pelo fato das lesões serem normais na rotina dos atletas, alguns deles também fazem uso de morfina a fim de aliviar a dor de um treino intenso ou de uma lesão mais grave.
Bom era isso que tinha para escrever sobre ergogênicos. Se você, leitor, reparar, dentro da série de STRONGMAN já escrevemos sobre treinos, exercícios, provas/eventos e até ergogênicos. Falta, então, um componente importantíssimo ainda não discutido : a dieta. O que eles comem ? O que podem comer ? O que não podem ingerir ? Qual dieta eles seguem ? A dieta do Guerreiro ? A metabólica ? Quantas calorias, em média, um atleta de WSM ingere ao dia ? Eles comem chocolate ? Comem de tudo ? Todas as respostas para essas perguntas e muito mais no oitavo artigo da série. Stay Strong !

Betão Marcatto

3 comentários:

  1. muito bom o artigo, muito interessante... muitas coisas que eu n imaginava q os atletas usavam

    ResponderExcluir