sexta-feira, 10 de junho de 2011

TREINO FRANKESTEIN – ULTIMATE INSANE TRAIN

Introdução

É com uma imensa satisfação e orgulho que lhes escrevo esse artigo sobre TREINOS INSANOS. E por que ? Porque eu estava ansioso para poder conversar com vocês sobre o treino de hoje mas não poderia expor o assunto sem antes ter escrito alguns artigos :
 - No Reps, Yes Time  System
 - Treino 666
 - S.B.T.
 - Contando até 100
Fiquei esperando que esses artigos fossem publicados no blog, que o pessoal absorvesse as idéias e minhas gengivas coçavam de ansiedade. Você testou algum desses métodos ? Gostou de algum ? Pois é ... prepare-se para o pior ... digo, melhor ! A insanidade será levada até o seu grau máximo !

Histórico
Alguém aqui conhece a história do Monstro de Frankestein ? A história do livro de Mary Shelley ? Pra quem não conhece vou fazer um pequeno resumo.
Quando criança, Victor Frankenstein  teve contato com escritos de alquimistas, esquecidos desde o advento do racionalismo da era moderna. Quando ingressa na Universidade de Ingolstadt, Alemanha, ele combina seus estudos de ciências naturais com a sua antiga obsessão de descobrir o "elixir da vida". Ele cresceu com uma órfã, Elizabeth Frankenstein e mais dois irmãos. Victor Frankenstein não tinha amigos.
Ele era particularmente fanático por matéria humana e o princípio da vida. Depois de quatro anos como estudante fanático, num laboratório isolado consegue reunir pedaços de corpos roubados de cadáveres do necrotério, do cemitério e da sala de dissecação da universidade. Victor pretendia dar vida à matéria morta e obtém sucesso na sua experiência, mas fica horrorizado com a coisa que havia criado, e foge do laboratório. Voltando lá no dia seguinte, percebe que a criatura tinha desaparecido.

Aposto que você já assistiu o filme pelo menos uma vez. Nem que seja o mais recente e não o filme original com o Boris Carloff como o monstro.
Um resumo dessa trama pode ser escrito da seguinte maneira : Victor junta pedaços humanos e os molda, tentando reconstituir a sua maneira a figura de um ser humano, mas, ao final do processo, após tortuosos estudos, noites em claro e alterações em sua saúde, decorridos ao excesso de trabalho, o ser inanimado torna-se animado.



Claro que isso tudo é sobre a história do livro Frankestein. E foi lendo o livro que tive a idéia do treino que discutiremos hoje. Sim, amigo, o blog do Betão também é cultura!!! E ... transferindo o texto acima para a nossa realidade da maromba, ficaria algo do tipo:
Quando criança, Betão teve contato com filmes do Stallone e Arnold Schwarzenegger, esquecidos em um VHS dentro de uma gaveta qualquer. Quando ingressa na Universidade de Guarulhos, para se formar em Educação Física, ele percebe que não lhe foi ensinado nada sobre musculação e combina seus estudos de Ciências da Maromba com a sua antiga obsessão de descobrir "como ficar grande". Ele cresceu mas foi um pouquinho só. Betão não tinha amigos.
Ele era particularmente fanático por tudo o que envolvia treinamentos, nutrição e ergogênicos. Depois de quatro anos perdidos como estudante fanático, em sua academia, isolado, consegue reunir pedaços de treinos por ele mesmo inventados. Betão pretendia dar vida aos seus treinos insanos e obtém sucesso na sua experiência, mas fica horrorizado com a coisa que havia criado, e foge da academia. Voltando lá no dia seguinte, percebe que seus ombros ainda estavam lá porque seus braços não caíram, criando assim o treino Frankestein.

Um resumo dessa trama pode ser escrito da seguinte maneira : Betão junta pedaços de vários treinos e os molda, tentando reconstituir a sua maneira um treino que foge dos padrões humanos, mas, ao final do processo, após tortuosas séries, noites em claro (por causa das dores) e alterações em sua massa corporal, decorridos do treinamento, o ser desanimado torna-se animado ...mas muito animado !

O método
Precisaremos, antes de mais nada, recapitular alguns conceitos dos métodos que vamos seguir.
Sistema S.B.T.
Você deve realizar um exercício isolado (single), com suas séries e repetições. Ou seja, você escolhe um exercício para iniciar o treino. É o exercício "S" (set). Depois de terminar as séries especificadas, conjuga dois exercícios para o mesmo grupo muscular (bi-set, ou exercício/combinação "B") e depois escolhe 3 exercícios e os executa em seguida sem descanso (tri-set, ou exercício/combinação "T").
Então, criei algumas regrinhas que, com o tempo, percebi que poderiam deixar o massacre muscular mais interessante, que são :
Primeira regra
Para a escolha do exercício "S", dê preferência para um exercício básico, onde você possa colocar uma carga elevada sem comprometer a execução do movimento. Segunda regra
Para a escolha da combinação "B", escolha 2 exercícios para o mesmo grupo muscular onde o ângulo de execução varie consideravelmente e que não sejam executados na mesma máquina ou com os mesmos halteres. Devem estar montados ou preparados próximos para que não haja locomoção excessiva também.
Terceira regra
Para a combinação "T" escolha 3 exercícios para o mesmo grupo muscular onde você deverá executá-los com o mesmo peso, preferencialmente, sem colocar os halteres no chão ou sem deixar o aparelho/local onde você se encontra. Essa regra deve ser seguida á risca !

Sistema No reps, Yes Time
Esqueça o número de repetições. Você vai cronometrar o tempo de duração da série.

Contando até 100
“Você fará 100 repetições, quase que em seguida, de um único exercício para cada grupo muscular. Colocarás um peso considerável e o aumentará sempre que parar a execução para tomar fôlego. O fim do exercício e da série (que só será uma) se dará quando você atingir as 100 repetições”.

Método 666
No final da sexta repetição de todos os exercícios, realizar um período de isotensão do movimento : 6 segundos, na fase concêntrica.

Revisto esses conceitos, vamos montar o treino propriamente dito. Vamos escolher 6 exercícios (método 666) e espalhá-los no método S.B.T. Para cada letra do método, utilizaremos outro sistema, como segue :
Para a letra S (single), contaremos até 100
Para a letra B (bi-set), cada exercício durará 1 minuto (No Reps, Yes Time)
Para a letra T (tri-set), executar 6 repetições de cada exercício, realizando uma isotensão de 6 segundos (método 666) no final de cada série de cada exercício.



Está feito o treino Franskestein ! Pedaços de treinos foram juntados em um único e devastador treino insano. Exemplificando a metodologia :

Dia de treino de ombros (sempre os malditos ombros)
(1) Desenvolvimento com halteres – conte até 100
Descanse aproximadamente 1 minuto
(2) Arnold Press – 1 minuto de exercício, seguido de Desenvolvimento por trás com barra -  1 minuto de exercício
Descanse aproximadamente 1 minuto
(3) Elevação lateral – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, seguido de Elevação frontal – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, e finalmente, Elevação lateral invertida – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final.

Descanse aproximadamente 1 minuto e recomece a tortura mais 1 vez. Duas séries estão de bom tamanho. Alguns dirão que você entrará em overtraining e quem é leitor assíduo do blog já sabe minha opinião à respeito. Pra mim, o nome está errado, não deveria se chamar overtraining e, sim, aftertraining, pois ainda acredito que todos os males causados pelo “excesso” de treino estão no pós-treino mal resolvido, com falta de nutrientes, descanso e alongamento. Acredito que nosso corpo possui um mecanismo de defesa que não deixará você treinar em excesso, isto é, assim que nosso corpo percebe que você está passando dos limites, ele emitirá um sinal, interrompendo o treinamento, assim como ocorre quando um lutador toma um nocaute e o corpo “desliga” por alguns segundos. Esse sinal do treino excessivo pode ser uma lesão, uma fraqueza ou tontura momentânea ou algo do tipo. Mas isso é uma opinião bem particular depois de fazer os mais diversos tipos de treinos.

Exemplificado o treino de ombros (músculo pequeno), vamos agora tomar como exemplo, um treino de pernas na mesma metodologia.

Dia de treino de pernas
(1) Agachamento livre – conte até 100
Descanse aproximadamente 1 minuto
(2) Cadeira Extensora – 1 minuto de exercício, seguido de Agachamento Hack -  1 minuto de exercício
Descanse aproximadamente 1 minuto
(3) Leg Press pés em “v” – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, seguido de Leg Press pés paralelos – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, e pra finalizar Leg Press Unilateral – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final.

Tenho recebido inúmeros pedidos de treinos de antebraço no meu Orkut particular, então, também irei exemplificar um treino para esse grupo muscular na versão Frankestein.

Dia de treino de antebraços
(1) Rosca inversa – conte até 100
Descanse aproximadamente 1 minuto
(2) Rosca punho com barra – 1 minuto de exercício, seguido de Rosca Inversa no banco scott -  1 minuto de exercício
Descanse aproximadamente 1 minuto
(3) Rosca punho com halteres – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, seguido de Rosca punho invertido com halteres – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final, e então, Rosca inversa 90º sentado com halteres – 6 repetições com 6 segundos de isotensão na fase final.

Não dê chance às lesões ! Aqueça bem antes de iniciar o treino e, principalmente, treino concentrado. Esqueça de olhar pro lado quando aquela gata estiver passando e afugente o pessoal que fica falando no seu ouvido. Levantar 10kg no agachamento livre e fazer 10 repetições é uma coisa. Contar até 100 com mais de 100kg é outra totalmente diferente. Não podemos dar uma vacilada aqui, porque a conseqüência pode ser uma lesão permanente. Mantenha o foco !

Então é isso, people ! Encerramos por aqui o que tínhamos que discutir hoje. Espero que tenham gostado e qualquer dúvida, escrevam pro Betão Responde, seu mais novo canal de comunicação com o blog. Até um próximo treino insano ...

Stay Strong !

3 comentários:

  1. Mais uma excelente proposta de insanidade Betão, agora uma pergunta: vc aconselha esse tipo de treino para uma pessoa "natural"? Será que o nível de intensidade será benéfico?

    ResponderExcluir
  2. Sim, man ... pode fazer ... sou natural também da Moóca ...
    Brincadeiras à parte, é um treino avançado, vc tem q ter um suporte calórico excelente, senão vai ficar todo "lascado"

    ResponderExcluir
  3. EHI QUEEEBRA AIEHIEHAIEAIEHAIEHÓ

    ResponderExcluir