sexta-feira, 17 de junho de 2011

MUSCULAÇÃO INSTINTIVA

É com imensa satisfação que estou aqui mais uma vez para conversarmos sobre esse esporte que amamos, que nos dedicamos e que defendemos com unhas e dentes. A musculação é algo que está no nosso sangue, em nossa alma, algo que vem sendo aperfeiçoado em nosso ser desde que Milos de Creta, primeira citação grega de atividade referente à musculação, resolveu erguer seu primeiro bezerro e dar início à uma das batalhas mais bonitas e bem tramadas de todos os tempos : a luta contra nós mesmos.

Sim, porque nosso organismo não está do nosso lado, muito pelo contrário, está visivelmente CONTRA nossos objetivos. Se ficarmos sem nos alimentar de forma correta, o que iremos perder : massa muscular ou gordura ? E é essa guerra que travamos todos os dias ao acordar, tentando, à todo custo, manter e/ou aumentar nossa massa muscular magra, baixar nossa taxa de gordura e nos sentir realizados depois de um treino exaustivo. Para isso, temos a disposição um leque enorme de alternativas nutricionais, de treinos, suplementos, drogas e etc. E como saberemos o que usar ? Como saberemos se o HIT irá funcionar em mim ou em você?
Treinando. Como saberemos se fulano crescerá treinando a partir do Heavy Duty, HIT ou dos Princípios Weider ? Tentando. É por tentativa e erro que vamos aperfeiçoando nossos treinos, vamos nos adaptando à determinada dieta e vamos evoluindo na musculação.

E é somente através de muito estudo, horas em fóruns de musculação (ai, ai, ai ... os malditos fóruns inúteis) e conversando com atletas mais experientes que poderemos construir nossa série e dieta, certo ?

Errado !

Pode ser um caminho mais fácil mas não é o único. E se eu te disser que, infelizmente, a sociedade moderna deixou de lado um importante componente em nossa sobrevivência e é esse componente que pode te ajudar a treinar de forma otimizada ?

Estamos perdendo algo crucial com o passar dos anos e a escala evolutiva do homem massacrou o que chamamos de INSTINTO.

E o que é instinto ? É uma espécie de inteligência rudimentar que dirige os seres vivos em suas ações, no interesse de sua conservação, atuando de modo inconsciente, independente de aprendizado. O instinto existe sempre, independente da intelectualidade, mas o homem moderno o despreza. Instinto não tem nada a ver com intuição. A intuição é o conjunto de conhecimentos próprios adquiridos ao longo das diversas experiências, que nos afloram à mente espontaneamente, sem necessidade de ninguém lhe transmitir nada, pois tais conhecimentos pertencem ao nosso universo peculiar e subjetivo de conhecimentos. Mas onde quero chegar com isso ? Vou citar alguns exemplos de musculação instintiva que tive o prazer de vivenciar nesses anos de maromba.



O matuto e a Dieta do Guerreiro
Certa vez, há uns 15 anos atrás (quando eu era aluno e não professor), estava eu treinando peitoral em uma academia de marombeiros natos, quando, desculpe usar esse termo, um “matuto” chegou dizendo que queria treinar. Camisa de flanela xadrez de manga comprida, palito de dentes pendurado no canto da boca, mãos visivelmente maltratadas pelo tempo e um sotaque carregado do interior de São Paulo. Olhei para o cidadão com desdém e me virei para acabar minha série de fly inclinado. Enquanto isso, o sujeito preenchia a ficha de matrícula com dificuldade. O professor, que também estava treinando, comenta com outro aluno “Esse vai dar trabalho”.

Acabada a parte burocrática da matrícula, o “matuto” adentra a academia, cumprimenta todos da sala de musculação com uma mão cheia de calos que mais parecia uma lixa grossa e vai para o vestiário, trocar sua roupa de “festa junina” por algo mais confortável. Nessa hora, pude perceber que o rapaz era muito grande e que a camisa xadrez estava escondendo sua massa muscular.

E para nossa surpresa, admiração e, até, frustração, quando ele saí do vestiário, de regata, era o maior cara que já havíamos visto. Com qualidade absurda ! E com vascularização até meio exagerada. Em poucos dias, era o centro das atenções da academia. Treinava de forma concentrada, sem brincadeiras, sempre chegava no mesmo horário, não faltava.

Puxa vida, eu também fazia tudo isso ... e não chegava nem perto do tipo físico do cara ! O que ele fazia, então, para ser daquele jeito ? Os dias foram se passando e eu ficava observando o cara. Será que era algum suplemento importado que ele trazia naquela mochila todos os dias e que tomava escondido no vestiário antes e depois dos treinos ? Ou era algum esteróide novo que o pessoal da cidade grande ainda não conhecia ? Treino diferente não era, pois treinava como a gente ... a única diferença era que ele conseguia levantar mais pesos que todos da academia, inclusive mais que o dono da academia, que era powerlifter. Curioso, um dia iniciei uma conversa com o rapaz :

Betão : - E aí, cara ! Vai treinar o que hoje ?
Matuto : - Vô fazê peito e “trips”
Betão : - Se precisar de ajuda é só avisar.
Matuto : - Agradecido.
Betão : - Er... me diz uma coisa, cara. Qual é o segredo do sucesso. Você chegou aqui faz pouco tempo. É o maior cara da academia, pega mais pesos. O que você está tomando, man ? Conta aí pra gente.
Matuto : - Tomando ? Ah ... até agora não tomei nem comi nada. Se eu parar pra comer não consigo fazer as entregas de caminhão que tenho que fazer hoje. É tudo muito corrido. Se eu tiver que comer rápido, passo mal, sinto um desconforto no cesto de pão (a.k.a estômago). Então, só vou comer depois que chegar em casa, à noite. Aí, sim. Sento, com calma e como. Como bastante. Até a hora de dormir, porque sei que no outro dia não terei tempo de comer nada durante o dia, só um café preto de manhã e mais nada. Fiz isso alguns dias e achei bacana. Não sinto mais fome durante o dia. Faço isso há um bom tempo, já, uns 2 anos.

Fiquei com cara de bobo. Como pode um cara daquele tamanho comer só à noite ? Mentiroso. Não queria compartilhar o sucesso com os outros colegas. Tudo bem, sem problemas, ele deve comer feito um animal e não quer comentar sua dieta.

Eu estava completamente errado!!!!

Há 15 anos atrás eu não sabia o que era a DIETA DO GUERREIRO. Sim, isso mesmo ! O matuto que todos veneravam estava utilizando os princípios básicos da dieta do guerreiro. Peraí ! Mas ele não tinha acesso ao livro do Ori Hofmekler. Ou tinha ? O livro está em inglês ! O livro já havia sido publicado nessa época? Mas, então, o que aconteceu ?

O “matuto”, instintivamente, estava fazendo a tal dieta do guerreiro, com seus períodos de undereating e overeating. Seu instinto, aliado à situação que lhe foi imposta pelo serviço de entrega, lhe disse para fazer esse período de jejum e comer somente à noite, com calma, até a hora de dormir. E o resultado era o físico impressionante que ele apresentava. Sem estudos. Sem livros. Sem fóruns de musculação. Puro instinto animal.


O advogado sem tempo e o GVT
Ano passado, mais ou menos em fevereiro, um rapaz se aproximou da recepção da academia com o cabelo cheio de gel, ombros largos, perguntando preços, horários, etc. Apresentei a academia, expliquei nossa filosofia de trabalho e ele efetivou a matrícula. Disse que já tinha treino montado por ele mesmo e que eu não precisaria me preocupar. Como de praxe, iria ficar observando o rapaz de longe e se, por acaso, achasse que poderia somar algo ao treino dele, iria me expressar.

Ele entrou no vestiário e em menos de 10 minutos estava de volta. Fez um aquecimento rápido na bicicleta e um alongamento aceitável. Explicou que era advogado e que estava estudando demais para o exame da OAB, por isso não teria tempo de sobra pra treinar. Faria um treino rápido e já teria que ir embora. Perguntou se existia desconto para treinos rápidos, afinal ele ficaria pouco tempo na academia, por volta de 25 minutos, no máximo e já possuía série, além de treinar apenas de segunda, quarta e sexta.

Como já estou acostumado com esse tipo de abordagem (sempre pedem desconto pra usar “só” a esteira, pra treinar só de sábado, só um braço, etc) expliquei que, por ele ficar pouco tempo na academia não queria dizer que teria menos atenção. E lá foi o advogado treinar.

Era uma segunda-feira e ele começou a fazer o supino reto com halteres. Começou a fazer as séries com 10 repetições cada. Logo imaginei que seriam 4x10. Mas aí veio a surpresa : 10 séries de 10 repetições cada. E ele fazia pesado, com cadência, nada roubado ou com impulso. Quando pensei que iria fazer crucifixo ou qualquer outro exercício para peito, o rapaz monta uma barra no chão e começa a fazer o levantamento terra. Pensei comigo mesmo : o que este cara está fazendo ? Um exercício para peito e pula para costas ? Tudo bem que ele não tem tempo, mas 1 único exercício para o peitoral ?

Observei-o até o final da série. Foram mais 10 séries de 10 a 12 repetições, feitas com maestria. Após a décima série, começa a tirar o cinto de couro, as luvas e a procurar a coqueteleira e a toalha. Aproximo-me dele e pergunto se já havia terminado o treino. A resposta foi um “sim” cheio de orgulho, digno de quem havia feito uma série espetacular, uma série destruidora ... uma série como EU fazia sempre. Ele me explicou que como não tinha muito tempo pra treinar, escolhia um único exercício para cada músculo e treinava 10 séries de mais ou menos 10 repetições.

Perguntei se ele havia visto isso em algum lugar, site, revista e a resposta foi bem simples : “Não, Betão, como te disse, não tenho tempo para treinar e venho fazendo isso há, pelo menos, uns 10 meses. Nem sei se isso existe, se existem outras pessoas treinando assim. Mas pra mim, vem funcionando. Consigo treinar em um período de tempo relativamente curto e tenho gostado bastante dos resultados”.

Perai ! Isso aí é o GVT (German Volume Training). Como o cara sabia que isso existia ? Ele NÃO sabia. Puro instinto. Começou a treinar dessa forma e os ganhos foram vindo. Como no exemplo do matuto, ele uniu o útil ao agradável. Sem estudos, sem teoria, sem acesso a internet. Foi como se o primitivo ser em seu interior tivesse o ajudado a resolver o problema do tempo com essa “dica” instintiva.



Os exemplos que acabei de citar não são fictícios e devo confessar que na época dos acontecimentos eu mesmo não me dei conta dessa relação que existia entre a dieta que o primeiro fazia e a dieta do guerreiro. Nem tampouco tinha relacionado o treino do advogado sem tempo com o GVT. Talvez tenha sido meu INSTINTO, meses depois que me fizeram repensar os fatos e conseguir relacionar acontecimentos passados com meus novos conhecimentos. Mas de uma coisa eu tenho certeza. Se você deixou o instinto animal que existia dentro de você morrer, ressuscite-o. Chame-o. Sinta-o. E você verá que ele irá te ajudar a responder várias questões ligadas não só ao treinamento, dieta e etc, mas também irá te ajudar a te conhecer melhor, te entender nos momentos de fúria, de indecisão, de frustração.

Nosso instinto animal está aí, adormecido, pronto para ressurgir nos momentos certos. Uma repetição a mais, uma gota de suor a mais ... isso é instinto de superação, de sobrevivência ...

Quando seus treinos chegarem a um “platô” de força, de desenvolvimento, onde você não consiga mais enxergar seus ganhos, feche os olhos, escute seu coração, sinta seus músculos pedirem mais ... escute seu INSTINTO ... ele irá te guiar no caminho certo. E se por algum motivo você não conseguir escutar seu instinto, não se desespere : o Betão aqui estará pronto pra te mostrar as várias possibilidades. Stay strong !

Betão Marcatto

7 comentários:

  1. Betão curti muito esse post.
    To ficando viciado no blog, ele tem me ajudado muito nos treinos. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Senhor!!

    Venho através deste, pedir/perguntar se há condições de meu site de venda de suplementos ( novo no mercado à procura de espaço) ser divulgado através de seu Blog.

    Muito Obrigado.

    Att. Bruno Varini

    ResponderExcluir
  3. Gostei. Eu meio que já agi desse jeito.. Juntando coisas sem saber que no final já existiam e estão certas mermo.

    ResponderExcluir
  4. Procuro consultores para venda de suplementos alimentares
    O que vender é lucro, sem custos ou metas!
    Ganharão uma loja virtual grátis, treinamento, catalogo, cartão de visita etc.
    30 a 35% de comissão com os produtos TOP do mercado e com preços melhores do que lojas físicas.
    Ganho de 10% sob indicados.
    Conheça http://www.bodygenics.com.br/
    Cadastro grátis , somente por indicação de outro consultor.

    Qualquer duvida entre em contato.
    minha loja: www.bodynet.com.br/bioforce
    bruno.gbernardes@gmail.com
    9-41286792

    ResponderExcluir
  5. Depois de ler seu post percebi que estava fazendo um treino insano GVT e nem sabia sobre isso sempre tive curiosidade em sabe o que significava mas nunca obtive resposta.
    Gostei muito do seu blog, esta ajudando muito nos marombas

    ResponderExcluir
  6. Pow,de fato ja li muitos livros sobre High Intensity Training,alguns em inglês que tento traduzir no google mesmo,mas foi o Heavy Duty que mais me chamou a atenção,e outra foi pq sempre pensei, pq 3x10,4x8,4x10 quem foi que disse que tem que ser 3 ou 4 séries por exercício? sempre ficava me perguntando isso,menos de 6 repetições não vai dar hipertrofia? quem que estabeleceu esses padrões que todos os papagaios que escrevem livros e dão treinos repetem,depois fiquei sabendo do Weider que "deduziu" esses padrões,então certo dia lendo na internet,conheço um tal de Mike Mentzer com aquela história que todos conhecem do Mr. Olímpia de 1980 onde ele foi garfado,vejo o físico do cara e quando vou olhar o treino dele,poucos exercícios,uma série até a falha o que eu sempre pensei mas não pensava em tão poucos exercícios,fiz o teste na famosa cadencia 4-2-4 do Heavy Duty. Agora treino no máximo 90 a 120 minutos por semana e estou com resultado satisfatórios, passando pros meus alunos o HD/HIT,lendo os estudos feitos por Arthur Jones,Mike Mentzer,Ellington Darden entre outros.Valeu Betão ótimo Texto.

    ResponderExcluir
  7. betão seu blog é foda demais... vim aqui atraves de uma musica do leto, e na boa me identifiquei muito com esse post, as vezes nem p dormir tenho tempo , mas nao falto no ginasio, quando chego na academia ñ sigo lista nem nada, comendo muito arroz feijao, carne quando tem e macarrao quando minha mae faz, e confesso q nunca me vi tão grande e tanta qualidade no meu shape em 1 ano e meio que treinei seguindo videos de vlogs ou q tentava pegar na internet pronta, nesse 1 ano e meio fisso um ciclo de m-droll e decalander e testoland, continuei do mesmo jeito, assim que começei a treinar e me alimentar desse jeito n levei fé pq eu ia contra tudo que eu li e aprendi todo esse tempo em vlogs e foruns, e comprei uma stano com 100 comprimidos e uma creatina, treinando do meu jeito, me vinha na mente oq eu devia fazer e eu ia lá e fazia do meu jeito, as vezes batia vontade de fazer 1 serie a + ou repetiçoes eu fazia os aparelhos q achava q ia ser melhor, e nunca me vi tão grande em 15 dias desde q começei a tomar essa stano treinar do meu jeito e alimentar do meu jeito, todos na academia elogiam e me pergunta oq to tomando, outros já dizem q to me intupindo de aes, e acredite ganhei 13 kilos e 4 cm e meio no braço,de 39 p/ 43 e meio e o melhor rasgado e trincado,tirei a medida na academia com cara q fica por conta de fazer isso lá, bf em torno de uns 9% 10 %, seu blog é 10 acompanhar agora mt foda! to estudando mais coisas ciclos etc, mas uma das conclusoes que cheguei foi q vc só começa a crescer e se desenvolver quando para de ouvir opniao dos outros! abraços!!

    ResponderExcluir