sábado, 14 de maio de 2011

"Estou velho demais pra treinar "


Vamos começar esse texto com uma pergunta bem pessoal (e não vale mentir pro tio Betão) : Quantos anos você tem ? Vinte ... vinte e poucos ... trinta ... talvez você esteja na casa dos quarenta ? Sei ... E por conta disso, às vezes se sente cansado, desanimado ... ? Vontade de parar de treinar, mudar de esporte ... até se aposentar da musculação ? Ah, tá ... Acha que o peso da idade está influenciando seu treino de forma negativa e tal ? Acha que não consegue conciliar as aulas da faculdade (que você decidiu fazer depois de “véio”), ou o ritmo do trabalho e ainda ter um tempinho pra puxar um ferro ? Ah, tá ... Sei ...

Foi passear no shopping com a esposa e escutou algo do tipo “Olha o tamanho do tiozão” e isso te incomodou ? (Ehehehe, aconteceu comigo. Dois garotos com seus 20 aninhos, baby-look azul bebê soltaram a frase quando, sem querer, eu estufei o peito ao passar por eles). Mas você está com uma baita frescura, hein, companheiro !!!
Desde quando a idade influencia suas ações de forma negativa ? “Mas, Betão, já estou velho demais para continuar com os ferros, corpo não responde como antes. Quando eu tinha meus vinte anos era totalmente diferente ...” e mais blá, blá, blá. Muita balela, muita reclamação. Então, deixa eu te fazer outra pergunta.

Você já ouviu falar do figuraço Stan Efferding ? Pelo jeito não, né, porque senão você não estaria com essa choradeira toda, achando que já está velho demais pra prosseguir sua batalha em prol de um objetivo maior, que é a busca do corpo ideal pra você.
Apelidado de “Rhino” (rinoceronte mesmo), Stan Efferding nasceu no dia 6 de novembro de 1967 (nasceu antes de você, né, reclamão !?!?) e tem se destacado no mundo do  powerlifting e do fisiculturismo. Formado em Psicologia, tem sido muito bem sucedido fora e dentro dos esportes. Começou uma empresa de telefonia que cresceu e agora tem mais de 100 empregados. Também provou ser bem sucedido (e muito inteligente, diga-se de passagem) em investimentos imobiliários, abrindo, inclusive, uma empresa de transportes. Em suma : o cara é fera ! E tem muito mais idade que você, seu chorão !!!
Mas quem é ele ???? Como ele é ??? E porque esse texto é dedicado a ele ???? Calma, pimpolho, você vai ver.
Vamos fazer um exercício de criatividade enquanto você não vê o video logo abaixo (Não vale olhar, não vale olhar !!! Curioso !!!!). Imagine um tiozão, um coroa, forte pra caramba (tanto em massa muscular como em força propriamente dita) e muito folgado. 

  
Sim, folgado. Sabe aquela frase “Sou folgado e me garanto ?” Pois é, cai como uma luva pra ele. Stan faz vídeos tirando onda com os fisiculturistas Jonnie Johnson e Ben White. Ben White sabe muito bem o que é ser desafiado a todo momento. Rhino fez um vídeo onde mostra que o treino dele (do Ben) e do fisiculturista Jonnie Johnson é um fracasso ... no vídeo ele pergunta “Ben Who?” (“Ben quem ??”) e chega a pedir pra Ben executar os movimentos de forma mais cadenciada “More slowly, Ben !”. Tudo isso porque os dois (Ben e Jonnie) filmam um vídeo pro youtube onde eles executam os exercícios com carga bem elevada, felizes da vida e, segundo Stan, rápido demais. Rhino, então, faz um vídeo mostrando como se executa o movimento de forma correta. E mais : com muito mais carga ! Há um outro vídeo em que ele mostra que é mais forte que o nosso querido Ronnie Coleman. Stan executa os mesmos exercícios que o oito vezes Mr. Olympia ... mas ou ele faz mais pesado ou faz mais repetições ... pior ... ele faz os dois, executa com mais carga e faz mais repetições !!! Quem já viu um vídeo do Coleman, sabe que ele treina estupidamente pesado. Mas Stan faz mais ... sempre mais !



Mas ele é powerlifter ou fisiculturista ???? Stan compete no fisiculturismo desde 1988, quando ganhou o Mr. Oregon em 1991. Essa classificação o deixou no sexto lugar no ranking dos competidores “Jr” dos EUA. Começou a competir no powerlifting em 1996 e desde lá vem mostrando que é um dos mais fortes, senão o mais forte, bodybuilding que já existiu. Isso mesmo ! Ele compete nos 2 esportes e eu, particularmente, acho que poderia também participar de competições de STRONGMAN, tamanha é a força desse rapazinho. Bem treinado, acho que seria um bom desafio pro Mariusz, tanto no MMA quanto em um torneiozinho de queda-de-braço.
Em 1997, para infelicidade de seus inúmeros fãs, Efferding parou de competir em ambos os esportes, a fim de buscar novas oportunidades de negócios financeiros, isto é, ele foi fazer seu “pé de meia”, se dedicar a ganhar dinheiro e ter estabilidade financeira. E isso é outra coisa que ele faz muito bem ! Possui uma casa de dar inveja aos atores mais famosos de Hollywood, tem diversos carros, iate, casa na praia, etc, etc, etc. É o verdadeiro ícone do homem bem-sucedido.
Aos 38 anos de idade, Efferding retorna à suas origens e compete no Seattle 2006 Emerald Cup, vencendo a classe super heavy weight de fisiculturismo. Em fevereiro de 2009, com 41 anos,  Efferding totaliza 940,9kg no Northwest Regional Championships, competição nos moldes do basismo, onde o competidor executa os três movimentos básicos : agachamento, levantamento terra e supino reto. Todos os levantamentos raw, isto é, sem equipamentos/acessórios que o auxiliem a executar o movimento. Efferding ganhou seu IFBB Pro Card em 17 de julho de 2009 vencendo a classe super heavy weight no Masters Series Nationals Bodybuilding Championships, pesando exatos 118kg (trincadaço !!!)

Em 19 de setembro de 2009, Stan bate seu recorde pessoal e totaliza 1007,52kg na categoria 125kg/sem acessórios (raw), apenas 13 kg abaixo do recorde nacional, definida em 1972 por Jon Cole. Stan agachou com 372,5kg, fez supino com 275kg (o que lhe valeu um lugar no Hall da Fama) e seu levantamento terra foi de 360kg.

Os números do ogro
Altura : 1,93m
Peso : 125,0kg
Raw Bench press (supino sem acessórios): 606.3 lbs (275 kg)
Raw Squat (agachamento sem acessórios): 821.2 lbs (372.5 kg)
Raw Deadlift (levantamento terra sem acessórios) : 793.7 lbs (360 kg)
Equipped Deadlift (com acessórios) : 825lbs (374.21 kg)
Raw Total : 2,2221.2 lbs (1,007.52 kg)

Rotina de treino de peito
Incline Bench Press / 4 sets / 12-15 reps
Incline Dumbbell press / 4 sets / 12-15 reps
Flat Dumbbell Flyes / 4 sets / 15-20 reps 
Hammer Strength Bench Press / 4 sets / 15-20 reps
Cable Crossovers / 4 sets / 15-20 reps



Curiosidades
Durante o Olympia Weekend 2009, mais precisamente no dia 26 de setembro, Johnnie Jackson apareceu nos livros de recorde como o primeiro vencedor (contra o IFBB pro, Ben White) do The Duel in the Desert: The World's Strongest Bodybuilder. Jackson pode ter ganho o cinturão, US$10.000 em prêmio e título oficial de "World's Strongest Bodybuilder", mas uma pessoa que não está nada contente com isso é o nosso querido Stan. Uma semana antes do duelo, o vencedor do Masters 2009 Nationals super-pesado estabeleceu um recorde mundial "total" (já citado acima). Efferding desafiou tanto Jackson quanto White para quebrar esse total. Forçado a assistir do lado de fora do evento por causa dos desaforos que fez questão de tornar públicos, Efferding agora vai ter a sua chance de bater o campeão Jackson durante o Olympia Weekend 2010, quando os dois vão estar head-to-head em todos os três levantamentos. Efferding está tão confiante que vai esmagar Jackson que ainda acrescentou US$10.000 de seu próprio bolso, levantando o prêmio de primeiro lugar para $ 20.000. Essa é a metodologia do cara!!!
Algumas frases mais “quentes” do coroa :

"Não vai ao menos chegar perto. Eu já o venci por 61 libras no supino e terra, sem ao menos realizar o agachamento - e meus levantamentos são todos raw ! Números não mentem, e que venha 2010, a verdade será conhecida." Stan Efferding
"Se é a competição do mais forte fisiculturista do mundo, não deveria ser entre Johnnie Jackson e Ben White, deveria ser entre mim e quem quiser me desafiar." Stan Efferding
“Vai ser um ano ruim para Johnnie, pois eu estarei lá, bem na sua frente, e então ele poderá deixar o peso na barra, quando terminar, para que eu faça algumas repetições com ele. Todo mundo precisa saber a verdade. " Stan Efferding

Como podem ver, o cara possui confiança ao extremo. Alguns até dirão que ele é muito arrogante mas acho que isso é uma jogada de marketing, do tipo “Ame-o ou deixe-o” (publicidade do regime militar de 1964). Mas, enfim, esse é Stan, um cara bem-sucedido, inteligente e extremamente freaky ! Atualmente assinou um contrato com a revista de musculação Flex Magazine, depois de um namoro intenso com sua concorrente, a Muscular Development (que o estava promovendo).

Perceba que ao longo de toda a nossa vida integramos sempre novos dados. A infância e a adolescência privilegiam o processo de aquisição; o jovem adulto procura concretizar suas aquisições; o adulto maduro assume responsabilidades que engrandecem; e, no adulto que está envelhecendo, aparece mais claramente a preocupação com a finalidade de suas ações. Segundo a Teoria Eriksoniana do Desenvolvimento Humano Psicossocial, por volta dos quarenta anos, existe um comportamento que todos nós teremos, que caracteriza-se pela necessidade que o indivíduo tem de gerar. Gerar qualquer coisa que o faça sentir produtor e mantenedor de algo. Pode ser filhos, negócios, pesquisas, etc. O sentimento oposto é o da estagnação.
Quando a pessoa olha para sua vida e vê tudo o que produziu, sente a necessidade de ensinar tudo o que sabe e tudo o que viveu e aprendeu, com outras pessoas. Se existe a oportunidade deste compartilhamento, o indivíduo sente que deixou algo de si nos outros e o desfecho é positivo. Por outro lado, o não-compartilhamento de suas "gerações" com os outros gera o que Erikson (2001) chamou de estagnação, o que pode ser considerado um desfecho negativo.

O fato de ser mais velho, esclarece outro pesquisador da mente humana, Rabello (2007), faz a pessoa sentir que tem alguma autoridade sobre os mais novos e, dessa autoridade em excesso, surge o autoritarismo. E Stan está nessa fase da vida, produzindo, gerando, influenciando os mais novos (e outros coroas, eheheh). Afinal de contas, mais que um powerlifter ou fisiculturista, Stan é um formador de opinião, exemplo a ser seguido e um líder por natureza.

Espero que esse texto lhe tire dessa condição de “mole” que você está, sentindo-se velho demais (se for o caso, claro). Fique sabendo que muito dos novos competidores de fisiculturismo nos EUA ficam especulando quanto a idade de seus adversários, torcendo muito para que não existam competidores na faixa de 35 anos, pois são os maiores, mais densos e mais difíceis de competir. Stan é o exemplo vivo de que a idade só lapida o ser humano nos quesitos “caráter e corpo”, deixando-o próximo do que nós, meros mortais, chamamos de perfeição. Foi um prazer imenso poder escrever mais esse bate-papo com você, amigo.

REFERÊNCIAS
VYGOTSKY, L. A formação social da mente. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes. 1988.
RABELLO, E. T. Personalidade: estrutura, dinâmica e formação – um recorte eriksoniano. Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro 2001

Um comentário: