sexta-feira, 20 de maio de 2016

O "perdi pra mim mesmo" e a falta de respeito com os outros competidores


Esses dias, postei uma foto de um campeonato de supino que participei, aqui em Guarulhos, acho que 2008, que me fez lembrar de uma situação que ocorreu muitos anos antes, na década de 90.

A cidade era Bom Jesus dos Perdões e fui com meu amigo Erik Basseli participar de um campeonato de supino, com minha camiseta preta do Taz que "me dava sorte" e algumas bananas dentro da mochila.

Chegando lá, a cidade já se preparava pra coroar a estrela do campeonato. Não me lembro do seu nome, mas o apelido era bola sete. Eu sabia que não teria chance, mas estava lá pra tentar, talvez, o segundo ou terceiro lugar. E outra: vai que o bola sete, na empolgação e frenesi, "queima" as três pedidas no supino. Tudo pode acontecer.

Mas não ... o bola sete empurrou uma carga absurda pra época (anos 90) e eu fiquei em segundo lugar mesmo. 

arquivo pessoal: campeonato de supino, VI Copa Fisical

Na hora da premiação, quando fomos receber as medalhas, a pessoa responsável por anunciar os vencedores chamou o terceiro lugar, o segundo (eu) e o bola sete, nessa ordem.

Ficamos ali, esperando o patrocinador do evento pegar as medalhas e o camarada que ficou em terceiro lugar virou pra mim e disse:

- Que merda, perdi pra mim mesmo!

Foi então que um relampejo passou pela minha cabeça e, sem pensar, retruquei :

- Não senhor. O senhor perdeu pra mim e pro bola sete.

O camarada assustou com a minha resposta e fez sua réplica:

- Eu quis dizer que levanto mais peso na academia e aqui não consegui.

- Que seja, mas aqui você não perdeu pra você mesmo. Nós empurramos mais carga que você. É uma competição coletiva, não se perde pra você mesmo em eventos assim. Você está disputando com outras pessoas e, se ficou em terceiro lugar, o segundo e o primeiro foram melhores em algum quesito, no caso aqui, a força.

O maluco ficou me olhando com cara de espanto. Acho que ele nem concordou comigo, pois balançou a cabeça de forma negativa e se calou. Quando ele estava virando pra receber a medalha, ainda soltei um "babaca", pois era mais inconsequente do que sou hoje. Hoje, acho que ele não ouviu, pois era maior que eu e poderia, facilmente, me dar um petelecos.

Bom, o que quero dizer com isso? Se você está em um campeonato de fisiculturismo, MMA, jiu-jitsu ou qualquer outro evento semelhante, você não pode simplesmente anunciar com egolatria, que "perdeu pra você mesmo". Porr@! Você foi nocauteado, ou levou um arm-lock e teve que bater, ou ainda, o cara do seu lado te destruiu com volume, simetria e definição e você diz que "perdeu pra você mesmo"? Nem fud#*@ndo!

Claro que existem outras situações em que essa frase é cabível, mas como diria o sábio "uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa"

Minha opinião pessoal é que isso é uma falta de respeito com os outros competidores. Não precisa ser a sua opinião e você até pode ter usado essa frase alguma vez na vida. Isso não nos torna inimigos. Mas se eu não consegui te mostrar que é uma frase tosca ... então, perdi pra mim mesmo, pois não consegui ter argumentos suficientes pra te mostrar o outro lado da moeda.

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário