quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Sobre a hipertrofia


Estou sempre estudando, me atualizando e lendo sobre esse universo fantástico que é a musculação. Várias vezes me pego lendo algo que já li há muito tempo e me lembro de ter tido a ideia de compartilhar, mas que, por algum motivo, seja o tempo ou qualquer outro empecilho, acabei deixando passar batido.
Hoje, gostaria de voltar a rever alguns conceitos sobre os mecanismos básicos de crescimento muscular.

Na idade adulta, os músculos tendem a expandir-se, mediante um aumento no tamanho das células musculares, não necessariamente em quantidade, e esse processo é conhecido como hipertrofia. Alternativamente, quando o processo envolve um aumento real do número de células musculares, o processo é chamado hiperplasia.

As células musculares têm uma enorme capacidade de hipertrofia. Mesmo que não possam aumentar drasticamente o número de células, podem aumentar drasticamente seu tamanho, sob a influência de treinamento apropriado. Isso explica porque as pessoas experimentam transformações fisicas notáveis mesmo na idade adulta.

Hipertrofia compreende a síntese de novas proteínas contráteis que fornecem força e textura musculares às fibras. Estas proteínas se encontram reunidas dentro das células musculares, os aminoácidos. Quanto mais proteínas contráteis são sintetizadas, maiores e mais fortes serão as fibras musculares.
No entanto, existem outros fatores que controlam o crescimento muscular. Uma das mais importantes é a relação entre o núcleo da célula (as células musculares contém mais de um núcleo) e o volume da célula.

O núcleo é responsável por controlar muitas funções celulares, incluindo a síntese de proteínas, mas cada núcleo pode controlar uma área definida de citoplasma. A célula não pode crescer mais do que seu núcleo pode regular. Também compreende um aumento no conteúdo do núcleo celular. Esse núcleo adicional se obtém de células satélites vizinhas que se fundem com as fibras musculares danificadas e doam seu núcleo durante o processo de reparação/crescimento.

As proteínas musculares sempre estão em um estado de troca, se sintetizam e se interrompem de forma constante e esta é a base do que acontece após o treinamento.

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário