segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Treinamento em altas altitudes

Pergunta enviada pelo amigo Helder Marcondes : "Betão, há diferença entre treinar no nível do mar e em altas altitudes?"

É um assunto muito extenso mas vou tentar resumir em poucas palavras pra elucidar sua dúvida.

Altas altitudes fazem parte de um ambiente hiperbárico, ou seja, há menos pressão atmosférica e menos gases atmosféricos (como o oxigênio). O desempenho (ou performance) em exercícios aeróbios e atividades que requerem trabalho aeróbio significativo é inibida, embora atividades anaeróbicas (como a musculação) possam ser beneficiadas por causa da menos resistência ao movimento. Adaptações fisiológicas à altitudes incluem aumento da difusão pulmonar e concentração de glóbulos vermelhos.

As mudanças significativas levam cerca de duas semanas para ocorrer. Adaptações com treinamento em altitude promovem melhor performance quando se volta a treinar no nível do mar ou em altitudes mais baixas, por exemplo. Nutricionalmente, altas altitudes podem causar aumento da taxa metabólica (muitas vezes causando perda de peso) e resistência aos carboidratos. 

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário