sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Magnésio : o grande M



O magnésio é como o baixista de uma banda de rock : embora poucas pessoas se preocupem com ele, e ele claramente não receba o reconhecimento que merece, é um elo crucial entre os membros da banda. Sem magnésio, seríamos lentos, mais fracos e inchados.

Isso porque este mineral é importante em uma variedade de funções corporais, razão pela qual as pesquisas sobre ele se acumulam como roupa suja. O magnésio é essencial para a saúde porque é parte de centenas de sistemas de enzimas no organismo que afetam uma grande diversidade de funções, que vão desde o metabolismo energético, muscular e funcionamento dos nervos e construção óssea.

Nos últimos anos, o magnésio tem provado ser um forte aliado na luta contra a diabetes. Parece que ele ajuda a melhorar a sensibilidade à insulina no corpo, permitindo melhor controle da glicose no sangue, um benefício que também pode ajudá-lo a manter os níveis de energia mais estáveis ​​ao longo do dia e talvez até mesmo ajudar a manter sua barriga menor e menos inchada.

De fato, pesquisadores da Universidade de Indiana descobriram que o aumento da ingestão de magnésio pode reduzir o risco de desenvolver da síndrome metabólica - um conjunto de condições, tais como o excesso de gordura da barriga, pressão arterial alta, colesterol elevado e açúcar elevado no sangue, que aumenta o risco de doença - em até a 30%.

O magnésio pode reduzir a ocorrência de enxaquecas. Pode também aliviar a insônia. Magnésio pode até melhorar o seu poder de levantamento de pesos na academia, através do seu papel no aumento das contrações musculares. 

Infelizmente, pesquisas sugerem que até 60% dos americanos consomem menos do que o requisito diário recomendado de magnésio, que é de 310 a 320 miligramas por dia para mulheres adultas. Se você tem um bebê, esse número salta para até 400 miligramas. O magnésio é encontrado principalmente em alimentos integrais à base de plantas que são extremamente carentes em dietas de muitas pessoas. Mas cravando sua cota diária de alguns alimentos, não precisará suplementar com magnésio. E como fazer isso ? Vem com o tio.

Se você comer mingau de aveia
Adicionar : Sementes de abóbora
Sementes de abóbora estão repletas de magnésio, uma porção de 2 colheres de sopa fornece cerca de 25% por cento de sua necessidade diária para este mineral essencial. Como um bônus, as sementes também tem uma dose saudável de fósforo. Você também pode adicioná-las a saladas e sopas ou comê-las puras como um lanche.

Se você comer sanduíches
Adicionar : acelga
Entre os alimentos nutricionais conhecidos como verdes escuros, a acelga lidera o caminho quando se trata de magnésio. As folhas também são carregados com vitamina K. Adicione acelga em seus sanduíches, no almoço, ovos mexidos, saladas e pratos de massa.

Se você comer : torrada
Adicionar : pasta de amendoim
Quando se trata de magnésio, a pasta de amendoim pode ajudar e muito. Além de ser uma fonte notável do magnésio, é rica em gordura monoinsaturada, saudável para o coração.

Se você comer saladas
Adicionar: feijões-da-China
Uma porção de 1/4 de xícara dessas leguminosas tem cerca de 140 miligramas de magnésio. Como um bônus, sua cintura vai se beneficiar dos 10 gramas de fibra. 

Se você usar : Shakes de proteína
Adicionar : gérmen de trigo
Grãos, como trigo, são compostos de três partes: o endosperma, a camada de farelo e o gérmen. É no gérmen onde estão grande parte dos nutrientes, como o magnésio. Isto significa que gérmen de trigo é uma ótima maneira de elevar sua dieta com baixo custo. Então, acrescente umas colheres em seu pós-treino para obter cerca de 10% do magnésio que você precisa a cada dia.

Se você comer panquecas
Adicionar: amendoim farinha
A farinha de amendoim, que é feita por amendoins torrados muito finamente moídos é uma farinha low-carb que embala na abundância de magnésio, de até 32 gramas de proteína em cada meia xícara de servir. Tente usá-lo como um substituto para a farinha em suas receitas, ao fazer seu próximo lote de panquecas e waffles. 

Stay strong !

Betão

Nenhum comentário:

Postar um comentário